Conecte-se com a gente

Gestão

Business Model You: construa seu modelo de negócios pessoal e redesenhe sua carreira!

Business Model You: construa seu modelo de negócios pessoal e redesenhe sua carreira!

Precisando dar uma repaginada na carreira mas não sabe por onde começar? O método Business Model You pode ajudar você a dar os primeiros passos nesta jornada. Confira.

Todo mundo sabe qual é o passo mais difícil a se tomar na hora de dar forma a uma ideia ou projeto: o primeiro! As ideias fervilham, mil serviços parecem ser os melhores para você oferecer, seu público-alvo pode ser qualquer um. Enfim, é preciso jogar um salva-vidas para sair desse mar de possibilidades.

Especialmente quem está pensando em empreender, ou já empreendeu e está precisando definir melhor seus rumos, a metodologia Business Model You pode ser a boia que vai ajudar você a respirar e, claro, se organizar! Desenvolvido a partir do Business Model Canvas, o BMY é uma poderosa ferramenta de autoconhecimento através de definições assertivas. É uma forma de desenvolver o seu modelo de negócios pessoal!

Muitos consultores aplicam o Business Model You com seus clientes, já que esta é uma forma fácil e visual de definir o seu modelo de negócios pessoal e pode ser aplicado para todos aqueles que estão precisando pensar seriamente sobre suas carreiras. Quer saber como ele funciona e dar logo o primeiro passo para tirar sua redefinição profissional do papel? Então, acompanhe este artigo que ele te conta tudo!

Entenda a metodologia Business Model You

Podemos dizer que o BMY é um “filho” do Model Business Canvasuma metodologia criada em 2008 por Alexander Osterwalder, empreendedor de apenas 34 anos. A ideia, tema da sua tese de doutorado, rendeu um livro com o supervisor do trabalho, Yves Pigneur. A obra, Business Model Generationtornou-se um best seller e vendeu mais de 1 milhão de cópias.

Osterwalder defendeu a criação de um novo modelo de negócios, desenvolvido a partir de nove blocos principais e norteadores do processo. Assim, pode-se eliminar toda aquela papelada que faz um projeto morrer antes mesmo chegar perto de ser implementado!

O sucesso do método está justamente na sua praticidade: ao definir 9 blocos, distribuídos de forma visual em um quadro, ou até mesmo uma folha de papel, as informações ficam dispostas com clareza, democratizando as informações e permitindo que todos consigam entendê-las.

Ok, mas e onde entra o BMY? Quando o autor Tim Clark, com a ajuda de mais de 300 coaches, consultores e empreendedores, se perguntou: “Como levar esse plano de negócios da esfera empresarial para a pessoal?”. Business Model You manteve a estrutura didática do Canvas e adaptou as perguntas e blocos para que qualquer pessoa possa definir um plano de ação na sua vida profissional.

A estrutura de 9 blocos do Business Model You

O modelo de negócios pessoal serve para facilitar, por isso, não se preocupe onde irá implementá-lo, se em uma folha de papel, um quadro, cartolina… Porém, pense no seguinte: o que for preenchido em um bloco pode afetar o que consta no seguinte, por isso, deve ser fácil “mover” as coisas de um quadrante para outro. Dica: post-its são uma ótima ferramenta para esse método!

Como falamos acima, os nove blocos devem ser os principais pontos do seu plano. Vamos explicar agora quais são e o que você deve pensar ao preencher cada um deles:

business-model-you

1. Parceiros-chave

Quem te ajuda a fazer o que faz? Neste quadro, você deve elencar quem faz parte do seu processo: seu network, colegas e até mesmo família e amigos, desde que ofereçam oportunidades para o seu crescimento profissional.

2. Atividade-chave

Quais são as tarefas que você executa? Pense em tudo que você faz para o seu cliente, seja esforço físico ou mental. Neste quadro você deve listar o que você faz, não o valor que entrega!

3. Recursos-chave

As perguntas essenciais aqui são: “quem sou eu?” e “o que eu tenho”. A gente explica: defina quem você é elencando seus interesses, aspectos da sua personalidade, habilidades e talentos. Para definir o que você tem, pense em coisas tangíveis como equipamentos e ferramentas, e também em aspectos intangíveis, como experiência e contatos.

4. Proposta de Valor

Agora chegou o momento de pensar naquilo que citamos no ponto 2: o valor que você entrega para o cliente. Definir sua proposta de valor é se perguntar por que o cliente escolhe você, o que você pode agregar para ele. Relacionar perfeitamente o que você faz com o que você entrega é um ótimo ponto de partida.

5. Relacionamento com seus clientes

Basicamente, é como você estabelece a sua comunicação com eles: e-mail, telefone, reuniões presenciais, videoconferência, etc. A pergunta-chave aqui é: “Como eu interajo?”.

6. Canais de Comunicação

Como as pessoas entram em contato com você? Como ficam sabendo do seu trabalho e do valor que você gera para seus clientes? Aqui é hora de averiguar como você se vende e se está sendo visto como gostaria por seus potenciais clientes.

7. Clientes

Este quadro é dedicado à resposta para a pergunta “quem eu ajudo?”. Basicamente, é pensar com muito cuidado e carinho sobre aqueles a quem você se reporta: se você é autônomo, o seu cliente direto, mas no caso de quem trabalha em empresas e agências, supervisores e gestores também podem ser vistos como clientes, uma vez que são aqueles que se beneficiam do seu trabalho.

8. Custos

Hora de pensar no seu gasto! “O que eu dou” deve ser a pergunta em mente ao preencher o oitavo bloco. E aqui devem entrar aspectos tangíveis e intangíveis: o dinheiro que você ganha compensa a dor de cabeça no trato com o clientes? Coloque aqui tudo que demanda dinheiro e energia da sua parte.

9. Receitas e Benefícios

Para finalizar: “o que eu ganho?”. E, como no bloco anterior, considere todos os ganhos, não apenas os financeiros. O Business Model You é, acima de tudo, uma ferramenta de autoconhecimento e redirecionamento, por isso, seus ganhos pessoais como mais tempo com a família, reconhecimento profissional e satisfação pessoal também devem ser lembrados nesse momento!

Redefinir sua trajetória profissional engloba muito mais que trocar uma atividade por outra, mas também é uma redefinição de vida e de valores. Você faz o que gosta hoje? Se não, como chegar até esse propósito? É para isso que ferramentas como o Business Model You têm sido cada vez mais utilizadas por profissionais autômonos, coaches e consultores como uma maneira de descobrir como unir satisfação pessoal e profissional.

E aí, pronto para começar a preencher os seus 9 blocos e montar o seu Business Model You? Agora que você já sabe como fazer um modelo de negócios pessoal, que tal ver alguns métodos para alavancar a sua produtividade no trabalho?

Assine nossa newsletter semanal

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mudança de escopo de trabalho da agência: saiba como agir! Mudança de escopo de trabalho da agência: saiba como agir!

Mudança de escopo de trabalho da agência: saiba como agir!

Agência digital

Onboarding do cliente: como trabalhá-lo de forma eficaz na agência? Onboarding do cliente: como trabalhá-lo de forma eficaz na agência?

Onboarding do cliente: como trabalhá-lo de forma eficaz na agência?

Onboarding

Como dar os primeiros passos no marketing sem maturidade digital? Como dar os primeiros passos no marketing sem maturidade digital?

Como dar os primeiros passos no marketing sem maturidade digital?

Marketing

Quais práticas seu negócio deve evitar no marketing digital? Quais práticas seu negócio deve evitar no marketing digital?

Quais práticas seu negócio deve evitar no marketing digital?

Marketing

Anúncio
Conectar
Assine nossa newsletter semanal