Conecte-se com a gente

Gestão

Como aplicar o método Kaizen no seu negócio e promover a melhoria contínua?

Aposto que um dos objetivos da sua empresa seja produzir mais gastando menos, certo? Para alcançar essa meta, conheça o método Kaizen: a filosofia japonesa que ajuda você a repensar a organização.

Aumento da produtividade e redução de custos. Aposto que se você é dono de um negócio, esses dois pontos estão sempre na sua lista de prioridades, certo? Na ânsia de alcançá-los, alguns empresários cometem um erro crasso: colocam em xeque a qualidade em prol da produtividade ou da economia.

Mas, se você chegou até este artigo, é porque quer fazer as coisas do jeito certo, de forma estruturada e garantindo resultados. Se esse é o seu caso, você acaba de encontrar o material perfeito!

Neste post vamos falar sobre o método Kaizen, uma maneira de conseguir produzir mais, gastando menose a unindo toda a equipe em prol do crescimento e melhoramento contínuos. Continue a leitura e descubra como aplicar na sua empresa!

O que é e como surgiu o método Kaizen

Antes de mais nada, é bom explicar que o método Kaizen não é um processo que será implementado com começo, meio e fim. Mas sim, uma nova forma de pensar na empresa. Justamente por isso, é bom entender como o método surgiu. Então, vamos a um pouquinho de história!

Kaizen significa “melhoramento contínuo”, resultado da união dos ideogramas japoneses “Kai” (“mudança”) e “Zen” (“virtude”/”bondade”). O conceito remonta os ensinamentos do budismo, que prega o ser humano como imperfeito por natureza e que precisa aperfeiçoar-se, devagar e continuamente.

Porém, a aplicação com intuito gerencial é mais recente e se iniciou no pós-Segunda Guerra Mundial. O Japão encontrava-se devastado em virtude dos confrontos e precisava se reerguer, tornando-se competitivo na economia mundial novamente. Foi então que o governo buscou novas formas de gestão, iniciando um grande estudo na área da administração.

O resultado foi um sistema que mescla ensinamentos da administração clássica de Henri Fayol, ideias de melhoria em processos de William Edwards Deming e, claro, a filosofia já consagrada entre os orientais do Kaizen. Nesta mesma época, uma outra metodologia japonesa também começou a ganhar espaços nas empresa: a metodologia 5S.

Os 9 princípios do método Kaizen e como implementá-los na sua empresa

Para o método Kaizen, mais vale a mudança lenta e definitiva do que rápida e fugaz. Ou seja, é melhor uma alteração que demora a ser totalmente implementada, mas que elimina um processo desnecessário, do que a instalação de um software de ponta que é ignorado por aqueles que deveriam utilizá-lo.

Essa metodologia possui 3 pilares: proporcionar aos funcionários estabilidade emocional e financeira, clima organizacional agradável e ambiente de trabalho funcional. Para isso, ela tem nove princípios. Veja:

1. Aprender na prática

De acordo com o método Kaizen, aprender fazendo deveria ser obrigatório em todas as organizações! Por isso, tenha sempre por perto todos aqueles que estarão envolvidos na aplicação do método e não esqueça: o foco é a melhoria contínua. Pode ser que algo não saia de acordo com o esperado em um primeiro momento. Mas aprender fazendo é a melhor forma de entender a importância do trabalho. Portanto, dê liberdade à equipe!

2. Eliminar todo e qualquer desperdício

Um dos mais conhecidos casos de boa aplicação da melhoria contínua é o da montadora Toyota. A empresa recorreu à filosofia no final da década de 50 para reduzir o desperdício de peças, envolver os funcionários na organização e aumentar a produtividade. Não precisamos nem dizer que deu certo, não é mesmo?

Mas nem só aos desperdícios materiais o método se refere. Eliminar desperdícios também diz respeito a tornar a comunicação mais ágil, eliminar processos que “truncam” a fluidez e tudo aquilo que pode agilizar a realização do trabalho.

3. A produtividade deve ser barata

O método nos diz que o aumento na produtividade não pode ter um alto impacto financeiro na organização. Ou seja, produzir mais deve ser resultado da melhoria dia após dia.

4. Toda a organização deve estar envolvida

E quando falamos em toda a organização, falamos TO-DA mesmo!

Nada de restringir informações a um pequeno grupo ou somente àquele que você acredita que deve ter o método aplicado. Como a organização é um organismo no qual um setor depende do outro, nada mais justo que todos estejam por dentro de tudo.

5. Todos devem trabalhar para a melhoria do todo

A metodologia nos diz que o coletivo deve prevalecer sobre o individual. Responsabilidade e satisfação são valores coletivos e o grupo deve ser orientado a direcionar seus esforços em busca de um objetivo comum.

6. Atenção onde o valor é criado

O “valor” é bastante subjetivo, uma vez que depende muito do segmento que seu negócio atua. Em uma fábrica, por exemplo, o valor é criado na linha de produção. Já em uma empresa, o método Kaizen pode ser aplicado para a melhoria do clima organizacional, uma vez que funcionários satisfeitos geram muito mais valor para a empresa.

7. Comunicação transparente

Muito mais que apenas “comunicar” de forma linear no sentido “chefia-empregado” é importante dar voz às pessoas. Como são elas que estão à frente dos processos diariamente, convoque reuniões de brainstorm e ouça todos. Envolva o time na formulação de ideias e na criação de soluções, ao invés de apenas comunicá-los a respeito das decisões.

8. O objetivo é sempre a melhoria dos processos

Lembra que falamos lá no começo deste texto que o Kaizen não é um projeto com começo, meio e fim estipulados? Os processos devem estar sempre passando por melhoramentos contínuos. Isso promove a redução de gastos, aumento da produtividade e engloba um novo jeito de pensar na empresa. 

9. Prioridade na melhoria das pessoas

O método Kaizen nos diz que nada é mais importante para uma organização que as pessoas. Por isso, o desenvolvimento de cada membro do time também é um dos princípios a serem observados. Cada um deve ter consciência do seu avanço e do seu melhoramento, para isso, o direcionamento individual deve ser constante, a fim de que cada um saiba para onde direcionar seus esforços.

O método Kaizen também pode sair do seu local de trabalho e virar uma poderosa ferramenta de aprimoramento pessoal: o princípio é o mesmo, melhorar de forma consistente e contínua.

E já que o assunto é produtividade, aproveite para conferir como aumentar a produtividade da sua equipe com o Agile Marketing! Boa leitura e até a próxima!

Assine nossa newsletter semanal

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aumente a geração de leads com o funil de vendas em Y Aumente a geração de leads com o funil de vendas em Y

Aumente a geração de leads com o funil de vendas em Y

Ferramentas digitais

Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google

Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google

Marketing

Planejamento estratégico: como as empresas modernas estão fazendo Planejamento estratégico: como as empresas modernas estão fazendo

Planejamento estratégico: como as empresas modernas estão fazendo

Gestão

Por que implantar uma API de telefonia digital na sua ferramenta? Por que implantar uma API de telefonia digital na sua ferramenta?

Por que implantar uma API de telefonia digital na sua ferramenta?

Ferramentas digitais

Anúncio
Conectar
Assine nossa newsletter semanal