Conecte-se com a gente

Marketing

Estratégias para elaborar um plano de marketing de sucesso

Estratégias para elaborar um plano de marketing de sucesso

Não! O planejamento da sua agência não precisa de etapas mirabolantes. Resolvemos desmistificar o plano de marketing neste breve e eficiente passo a passo.

Existe um problema muito comum entre agências de comunicação: quando se trata de vender o seu próprio serviço, a criatividade tomba mais que o Neymar em campo. Por mais irônico que pareça, é mais fácil falar daquele produto quadradão do cliente do que apresentar seu negócio ao mercado, não é mesmo? Sim, casa de ferreiro, espeto de pau.

Corremos o risco de soar óbvios ou redundantes, mas lá vai: sua agência precisa de um plano de marketing. Isso porque se aquela campanha %&#ástica não tiver planejamento, ela será apenas uma ideia criativa. Portanto, antes de reunir sua equipe de criação para queimar neurônios à toa, respire fundo e prepare um dossiê completo do mercado.

Além de fazer o papel de briefing, seu plano de marketing servirá como um mapa para você explorar novas oportunidades. Conheça estratégias para desenvolvê-lo!

Passo a passo para elaborar um plano de marketing topíssimo

O pré-requisito para elaborar um plano de marketing de sucesso é determinar seu posicionamento de marca. Sabendo qual imagem sua agência quer ocupar na mente dos seus futuros clientes, você se sente mais seguro para ir em busca de novos negócios. Para iniciar sua jornada, siga esse passo a passo simples e eficiente:

1. Defina um objetivo objetivo (não, você não leu errado)

Certamente você já deve ter ouvido ou lido em algum lugar aquela famosa divisão entre objetivos geral e específicos. Esse método pode até funcionar para um plano de marketing grandioso, mas ser sucinto logo no início otimizará — e muito! — as etapas posteriores. Isso não quer dizer, lógico, que seu plano não será audacioso. Muito pelo contrário.

Definir um objetivo único e claro, como apresentar sua agência ao mercado ou aumentar sua carteira de clientes, fará com que você pense melhor nas estratégias para alcançá-lo. Ao multiplicar seus objetivos, o foco no resultado acaba disperso e você corre o risco de ter que criar mais de um plano de marketing para dar conta de tudo.

2. Mande um “oi sumido” para o mercado de comunicação

A não ser que esteja no início da operação, a rotina insana de jobs costuma engolir a agência a ponto de você não conseguir parar e olhar em volta. Por isso, tire um tempo e faça aquela famigerada análise do ambiente para estudar como anda o mercado de comunicação. Fazer isso de dentro para fora é uma boa. Então, consulte seus funcionários.

Considere também questões amplas, como variáveis econômicas e sazonais. Também procure verificar se existe demanda de serviços de comunicação — e, principalmente, se ela está sendo atendida. Vai que você identifique uma oportunidade e resolva usá-la como o grande diferencial competitivo que levará sua agência a Cannes no ano que vem…

3. A gente sabe que não existe mas defina seu cliente ideal

cliente ideal nada tem a ver com aquele que aprova os jobs de primeira. Aqui, o importante é estabelecer o público que seu plano de marketing deverá atingir. Assim como o objetivo, quanto mais direto, melhor. Afinal de contas, sair atirando para todos os lados é típico de quem não tem um posicionamento de marca bem definido.

Porém, esqueça aqueles dados demográficos dos planos de mídia oldschoolPense no seu público a partir da metodologia da persona. A partir dos clientes que você já possui (e gosta, claro), construa um perfil semificcional do seu cliente ideal e crie uma história de vida para ele. Dê um nome bacana e use-o para pensar melhor em como abordar seu cliente real.

4. Conhece teu concorrente como a ti mesmo

Esperamos realmente que esse tópico tenha soado como um mandamento. Ainda que o mercado esteja acirrado, conhecer seus competidores é essencial porque, sabendo o que eles oferecem, você pode seguir por um caminho diferente. Logo, não se trata de copiar, mas de enxergar oportunidades de atuação — e quem sabe até de fazer parcerias.

Fechar-se para o mercado pode não ser uma boa estratégia de sobrevivência na situação econômica atual. Assim, faça networking, participe de eventos e conheça possibilidades de interação com outras agências e fornecedores. O Clint Hub, por exemplo, oferece um ambiente bastante disruptivo para você desenvolver parcerias e melhorar resultados.

5. Misture tudo e coloque no forno a 180º

Agora que você já definiu o objetivo do seu plano de marketing, deu aquela observada no mercado, definiu sua persona e analisou sua concorrência, reúna todas as informações e apresente aos seus criativos. Em conjunto,vocês deverão pensar em caminhos para atingir seu objetivo de marketing considerando todas as variáveis estudadas.

Façam um brainstorm para planejar — sem medo de errar e de ser feliz — as estratégias e ações para tirar seu plano do papel. Elas podem ir desde uma campanha para lançar a nova fase de sua agência até um evento para reunir líderes de pequenas empresas que não entendem de marketing digital (e que apreciam uns bons salgadinhos).

6. Faça uma DR para checar como anda o relacionamento

Você sabe que, nos dias de hoje, para manter aceso o fogo da paixão, você precisa conquistar a pessoa amada todos os dias, certo? No marketing, as coisas acabaram tomando o mesmíssimo rumo. Não adianta nada preparar uma serenata romântica para pedir seu cliente em namoro se você não garantir que ela está causando o efeito esperado.

Logo que você e sua equipe criarem as estratégias para jogar aquele charme nos prospects, aproveitem o ritmo e definam métricas para mensurar os resultados de suas ações. Hoje em dia é assim: se for para criar uma estratégia matadora e não medir o impacto dela, é melhor nem sair de casa.

Brincadeiras à parte, esperamos que você tenha entendido o recado. Sobretudo porque elaborar um plano de marketing de sucesso realmente não demanda grandes esforços ou aquele tempo que a gente sabe que você não tem. De qualquer forma, procure documentar todos os seus insights para que não se percam no dia a dia das pautas.

Ah, e se o objetivo do seu plano é aumentar suas vendas, mas você não tem ideia do que fazer para alcançá-lo, aproveite para conhecer estas novas tendências em estratégias de marketing!

Assine nossa newsletter semanal

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aumente a geração de leads com o funil de vendas em Y Aumente a geração de leads com o funil de vendas em Y

Aumente a geração de leads com o funil de vendas em Y

Ferramentas digitais

O que é e como construir um brand loyalty de sucesso em 7 passos O que é e como construir um brand loyalty de sucesso em 7 passos

O que é e como construir um brand loyalty de sucesso em 7 passos

Marketing

Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google

Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google

Marketing

Como fazer um webinar: da ideia à execução em 4 etapas Como fazer um webinar: da ideia à execução em 4 etapas

Como fazer um webinar: da ideia à execução em 4 etapas

Ferramentas digitais

Anúncio
Conectar
Assine nossa newsletter semanal