Conecte-se com a gente

Vendas

7 passos para montar um playbook de vendas e padronizar seus processos

7 passos para montar um playbook de vendas e padronizar seus processos

O manual do seu processo comercial não precisa ser extenso nem complexo. Acompanhe nossas dicas para elaborar um playbook de vendas na medida certa!

Assim como a área de marketing desenvolve seu manual de marca, a equipe comercial precisa de um manual de vendas. O playbook de vendas deve estar à disposição dos vendedores para servir de referência no dia a dia da operação.

Além disso, quando bem elaborado, ele influencia no Princípio de Pareto. Ou seja: 80% do seu time de vendas pode performar como os top 20% dos profissionais.

Neste artigo, você confere um overview e aprende como montar seu playbook!

O que é e para que serve um playbook de vendas

Também conhecido como sales playbook, o playbook de vendas tem como proposta fundamental padronizar e otimizar seus processos comerciais.

Assim como em uma agência de publicidade, não se trata de engessar esses processos, mas de torná-los explícitos e gerenciáveis. Portanto, ele é importante para oferecer recursos que melhorem o desempenho do seu time e serve para:

  • tornar visíveis detalhes invisíveis;
  • criar um diferencial competitivo;
  • gerar abordagens consistentes.

Por que padronizar seu processo de vendas

“Se você não se sabe para onde ir, qualquer caminho serve.” A famosa frase de Lewis Carroll ajuda a justificar a padronização. Aliás, não apenas das vendas, mas de todo e qualquer outro processo que tenha o objetivo de se tornar escalável.

Com procedimentos e metodologias predefinidas, você pode testar fórmulas para alcançar o sucesso e melhorar a percepção dos clientes.

Tenha em mente, portanto, que o playbook de vendas estará suscetível a alterações constantes — principalmente pela fragmentação do funil de vendas.

Quando é o momento de criar um playbook

O manual de vendas é indicado para situações competitivas em que você estiver:

  • contratando novos vendedores;
  • entrando em um novo mercado;
  • concentrando-se em um segmento;
  • lançando um novo produto ou serviço;
  • desenvolvendo vendas técnicas, longas e complexas.

Quais são os tipos e formatos de playbook

Existem três tipos principais de playbook:

  1. Playbook de mercado: focados em setores específicos.
  2. Playbook de produtos e serviços: focado em especificações técnicas.
  3. Playbook do processo de vendas: inclui dados de mercado e produtos/serviços além do processo comercial propriamente dito.

Eles podem ser desenvolvidos a partir de templates prontos e disponibilizados em formato PDF, de aplicativo móvel ou mesmo impresso, o que tangibiliza sua importância.

7 passos para montar um playbook de vendas e padronizar seus processos

Caso você esteja à procura de exemplos de playbook, confira o manual interativo de vendas dos serviços de computação em nuvem da Cisco.

Como fazer um playbook de vendas em 7 passos

Para ajudar você a criar o melhor manual para sua equipe de vendas, adaptamos o modelo de sales playbook usado pela HubSpot. Acompanhe!

1. Ofereça uma visão geral da empresa

Inicie com um breve resumo da história da empresa, sua hierarquia organizacional e sua proposta de valor. Lembre-se de listar os seus principais concorrentes.

Já neste momento você pode oferecer um panorama sobre a estrutura de vendas do negócio, abordando as lideranças, divisões/subdivisões e mercados-alvo.

2. Relacione seus produtos ou serviços

Para performar bem, é preciso que o vendedor conheça sua solução como a palma da mão. A diferença é que a abordagem deve ser mais consultiva do que comercial.

Liste seus produtos ou serviços por ordem de importância, indicando valores, planos e descontos. Uma boa dica é desenvolver tutoriais que sirvam de guia para o cliente.

3. Apresente as buyer personas do negócio

Quando seus vendedores conhecem suas buyer personas, eles conseguem se concentrar nos leads realmente qualificados. O mapa da empatia também ajuda nisso.

Além de traçar o perfil completo dos seus clientes, descreva suas principais jornadas de compra. Assim, é possível identificar o nível de envolvimento dos leads.

4. Descreva o processo de vendas em detalhes

Todo o seu playbook de vendas deve girar em torno desta seção. Explique passo a passo como ocorre uma venda, desde o primeiro contato até o fechamento.

Caso seu processo se baseie no modelo smarketing, liste os critérios de qualificação de leads. Ah, veja como alinhar marketing e vendas para aumentar sua a receita!

5. Indique as principais técnicas de vendas

Esta seção tem a ver com a testagem de fórmulas de que falamos anteriormente. Ao definir metodologias, você consegue avaliar a performance da sua equipe.

Aqui é indispensável listar as técnicas de vendas da sua empresa que mais trazem resultados efetivos. Aproveite para conhecer o Sales Acceleration Formula!

6. Esclareça a linguagem e cite exemplos

Para otimizar a percepção do cliente, sua equipe de vendas precisa respeitar o tom de voz da marca. Isso vale tanto para a abordagem por telefone quanto por e-mail.

A melhor maneira de esclarecer a linguagem é incluir instruções de posicionamento, dicas de copywriting e exemplos de conversas em áudio.

7. Forneça os indicadores de desempenho

As metas fazem parte natural do trabalho do vendedor, mas precisam ser claras e visíveis. Nesse caso, foque em poucos indicadores com maior relevância.

Para descobrir quais são os seus KPIs mais importantes, defina a média de telefonemas necessários para fechar uma venda. Já é um ótimo ponto de partida.

Extra: os segredos de um sales playbook de sucesso

Agora você tem um playbook de vendas, mas o trabalho ainda não acabou. Mesmo a melhor versão do seu manual será inútil se os vendedores não o usarem. Siga essas dicas simples para garantir que sua equipe de vendas faça do playbook seu livro de cabeceira:

  • defina um objetivo específico e evite produzir um manual longo;
  • explore elementos visuais do material para que ele seja atraente;
  • estruture o playbook intuitivamente para otimizar a compreensão;
  • prefira um formato que permita ser atualizado (e atualize sempre);
  • promova reuniões semanais para reforçar a importância da estratégia.

Que tal conhecer um case de sucesso mundial? A Salesforce.com compartilhou o seu playbook de vendas em uma palestra ministrada pela vice-presidente de vendas Stephanie Glenn. Ative a tradução automática e assista ao vídeo logo abaixo!

Percebeu que está sem recursos para desenvolver seu playbook? Comece elaborando um planejamento de vendas para seu negócio crescer!

Assine nossa newsletter semanal

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aumente a geração de leads com o funil de vendas em Y Aumente a geração de leads com o funil de vendas em Y

Aumente a geração de leads com o funil de vendas em Y

Ferramentas digitais

O que é e como construir um brand loyalty de sucesso em 7 passos O que é e como construir um brand loyalty de sucesso em 7 passos

O que é e como construir um brand loyalty de sucesso em 7 passos

Marketing

Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google

Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google

Marketing

Como fazer um webinar: da ideia à execução em 4 etapas Como fazer um webinar: da ideia à execução em 4 etapas

Como fazer um webinar: da ideia à execução em 4 etapas

Ferramentas digitais

Anúncio
Conectar
Assine nossa newsletter semanal