Conecte-se com a gente

Ferramentas digitais

5 dicas práticas de como fazer um relatório de marketing digital

5 dicas práticas de como fazer um relatório de marketing digital

Saiba como fazer um relatório de marketing digital compreensível, criativo e completo. Confira as dicas que separamos para você, clique aqui para começar!

No marketing tradicional, medir resultados era sempre um desafio. Acompanhar o desempenho de uma campanha offline dava trabalho e, muitas vezes, as análises eram baseadas mais na intuição do que em dados. Mas com o marketing digital, esse cenário mudou e a análise de dados se tornou fundamental para a tomada de decisão.  

Por isso, neste conteúdo explicaremos como fazer um relatório de marketing digital engajante, criativo e compreensível. Confira!

Como fazer um relatório de marketing digital

1 – Defina prioridades

Praticamente tudo pode ser medido no marketing digital, certo? Da origem do tráfego do seu site até a taxa de abertura de um e-mail. Então, o que é mais importante?

O primeiro passo para fazer um bom relatório está em priorizar as métricas mais importantes. Senão, você corre o risco de ter muitos dados soltos, que mais confundem do que trazem insights para o relatório.

Dependendo da sua área de atuação as métricas escolhidas podem variar mas, geralmente, algumas são fundamentais:

CAC (Custo por Aquisição de Cliente)

Essa métrica ajuda a entender o custo de transformar um usuário em cliente. Se ela estiver muito alta, por exemplo, pode significar que você está atraindo leads que não tem tanta tendência a contratar seus serviços e precisa ajustar a estratégia.

A fórmula para calcular esse número é:

  • CAC = valor investido na estratégia de marketing / quantidade de vendas geradas.

ROI (Retorno Sobre Investimento)

O ROI é uma das métricas que, geralmente, mais interessa a gestores e executivos de empresas. Logo, é importante que ela conste no seu relatório.

A fórmula para calculá-la é:

  • ROI = receitas geradas com as vendas – valor total investido na estratégia / valor total investido na estratégia.

Custo por lead

O custo por lead é uma das métricas mais específicas do marketing. Com ela, você acompanha o valor gasto para transformar um usuário em lead, ou seja, possível cliente.

A fórmula para calcular esse número é:

  • CPL = valor investido nas estratégias de marketing / quantidade de usuários convertidos em leads.

Independentemente das métricas que você escolher apresentar, o ideal é que elas respondam a algumas perguntas como: quanto dinheiro estamos gastando? Qual a efetividade dos nossos esforços? Quantas pessoas estamos alcançando? Qual o retorno que estamos obtendo?  

Essas são as principais questões que passam pela cabeça de alguém, que não é da área de marketing, ao analisar os resultados do time. Por isso, foque em respondê-las mais do que em apenas apresentar números.

2 – Estabeleça uma periodicidade

Depois, você precisa definir a periodicidade com que acompanhará suas métricas. Lembre-se: você precisa olhar para elas com alguma regularidade. Isso ajudará a estabelecer uma linha do tempo com a evolução da empresa – o que facilita na hora de fazer comparações e prever os resultados futuros.

A cada duas semanas você já consegue fazer um bom acompanhamento. Porém, o ideal é evitar períodos muito curtos de tempo, quando não há uma grande variação nos dados. Isso pode diluir os insights e acabar dando a impressão de que os resultados não estão avançando.  

Por isso, relatórios para marketing digital criados com uma periodicidade de três a seis semanas tendem a ser mais relevantes.

3 – Use boas ferramentas

Para que os seus dados sejam precisos, o ideal é utilizar boas ferramentas de acompanhamento. Hoje em dia, existem muitas disponíveis no mercado, como o Google Analytics, por exemplo.

Além disso, você pode contar com plataformas que criam relatórios e dashboards automáticos, como a DashGoo. Assim, você economiza tempo na hora de montar os relatórios e consegue visualizar facilmente os resultados de diferentes canais.

Em nosso artigo sobre marketing de performance, você também confere um pouco mais sobre métricas e as melhores ferramentas para acompanhá-las.  

4 – Capriche na apresentação

Depois de definir tudo o que você precisa, chega a hora de prestar atenção no relatório em si. Além de poder criar relatórios automaticamente, outra opção é utilizar templates pré-definidos. O template é responsável por captar a atenção para o conteúdo e ajudar a organizar melhor as informações. Logo, dê a atenção devida para essa parte!

Tente também começá-lo com um panorama geral e depois aprofunde. E não esqueça de fazer comparativos de tempo: eles são fundamentais para contextualizar os dados apresentados.

Se você for fazer uma apresentação de slides, lembre-se de não exagerar no texto. Um powerpoint com mais imagens e gráficos geralmente consegue engajar muito mais os participantes da reunião.

Mas, como fazer um relatório de marketing digital assim sem ser designer? Não se preocupe: se você não for bom com esse tipo de coisa ou não puder contar com a ajuda de um profissional, existem ferramentas como o Prezi, o Canva e até o Infogram – que ajudam leigos a construir conteúdos visuais criativos e bonitos!

5 – Preste atenção aos processos

Além das métricas, existe outro indicador importante para acompanhar: os processos do time.

Criar processos claros para cada tarefa pode ajudar a estabelecer padrões e identificar as práticas que funcionam melhor; além de também auxiliarem gestores e consultores a perceberem os pontos fracos da estratégia.  

Bons relatórios ajudam todos os envolvidos na estratégia de marketing digital a acompanharem resultados e executarem as mudanças necessárias para alavancar o desempenho. Por isso, contar com um insight mágico de criatividade deixou de ser o foco das agências de marketing. Esse tipo de prática foi substituída pelo data driven marketing.

Por isso, saber elaborar um relatório de marketing digital se tornou uma dúvida comum. Mas atenção, nem todo mundo entenderá se você apresentar apenas as métricas. Afinal, números sozinhos dizem muito pouco. Foque em responder perguntas nos seus relatórios!

Além disso, tome cuidado com os dados que você está utilizando. Com a Lei Geral de Proteção de Dados, sancionada no ano passado, muitas empresas precisam se adequar até fevereiro de 2020. Leia mais sobre em nosso blog e fique por dentro do assunto!

Esperamos ter respondido suas perguntas sobre como fazer um relatório de marketing digital interessante e completo. Se restou alguma dúvida, compartilhe com a gente nos comentários.

cta-clint-hub-horizontal

Assine nossa newsletter semanal

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aumente a geração de leads com o funil de vendas em Y Aumente a geração de leads com o funil de vendas em Y

Aumente a geração de leads com o funil de vendas em Y

Ferramentas digitais

O que é e como construir um brand loyalty de sucesso em 7 passos O que é e como construir um brand loyalty de sucesso em 7 passos

O que é e como construir um brand loyalty de sucesso em 7 passos

Marketing

Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google

Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google

Marketing

Como fazer um webinar: da ideia à execução em 4 etapas Como fazer um webinar: da ideia à execução em 4 etapas

Como fazer um webinar: da ideia à execução em 4 etapas

Ferramentas digitais

Anúncio
Conectar
Assine nossa newsletter semanal