Conecte-se com a gente

Marketing

Segmentação de clientes: por que personalizar suas campanhas

Segmentação de clientes: por que personalizar suas campanhas

Fulano nunca mais! Veja como a segmentação de clientes é fundamental para tornar as mensagens da sua marca personalizadas e aumentar sua retenção.

No marketing digital, a segmentação de clientes é conhecida como o processo de dividir uma base de consumidores em categorias de usuários com semelhanças em comum. A principal importância desses grupos é servir de apoio para o desenvolvimento de estratégias eficazes de marketing de relacionamento.

Neste post, você vai conhecer algumas estatísticas que mostram por que você deve segmentar seus clientes, além dos benefícios para o seu negócio e os 4 principais tipos de segmentação. Acompanhe!

Por que você deve segmentar seus clientes

A personalização e o atendimento humanizado se tornaram técnicas altamente eficientes de atrair e reter clientes. Eis alguns dados que mostram sua importância:

A pesquisa Tendências em Personalização para 2018, promovida pela Evergage em cinco países e 19 mercados diferentes. Também mostrou que 55% dos 300 profissionais entrevistados têm dados e insights insuficientes para trabalhar a personalização.

Esses números sugerem, então, que as marcas precisam conhecer melhor o seu consumidor. A segmentação de clientes com base nas necessidades, interesses, hábitos, preferências e ciclo de vida é o segredo para uma excelente experiência do usuário.

Como a segmentação de clientes é útil para seu negócio

Acompanhe mais algumas estatísticas interessantes e veja como segmentar seus clientes pode beneficiar sua empresa ou agência!

A segmentação desenvolve estratégias de retenção

Em 2016, os custos de churn das empresas americanas somaram US$ 1,6 trilhão. O relatório global da Accenture também indicou que, dos clientes que resolvem trocar de produto ou serviço, 68% nunca mais voltam a consumir a mesma marca.

Por isso, com a segmentação de clientes, sua empresa pode desenvolver estratégias focadas em retenção. Você pode, por exemplo, identificar os clientes com maior LTV e criar ofertas exclusivas — até mesmo para reengajar leads frios.

A segmentação oferece uma experiência superior

Segundo o mesmo estudo da Accenture, 81% dos consumidores relatam frustração com marcas que não proporcionam uma boa experiência ao cliente. O pior é que 44% deles acabam expondo sua insatisfação nas redes sociais.

Portanto, fornecer uma experiência incrível deve ser sua prioridade máxima. Você pode começar pelos 7 aspectos fundamentais do user experience para avaliar a experiência nas suas plataformas digitais, como seu site ou blog.

Segmentação de clientes: por que personalizar suas campanhas

Já no caso da automação de marketing, é possível criar segmentações com base em preferências individuais e adaptar suas campanhas de acordo com elas. Uma simples recomendação personalizada de conteúdos ou produtos faz toda a diferença.

A segmentação melhora o direcionamento de campanhas

Quando bem planejados, fluxos de nutrição disparados para cada segmento de clientes apresentam conversões 200% maiores do que as enviadas para toda a base, conforme análise feita pela Braze em mais de 30 mil campanhas.

Um bom exemplo é a segmentação baseada na jornada do cliente, sobre a qual vamos falar no próximo tópico. Crie segmentações a partir dos canais sociais que o consumidor acessa para interagir com ele no canal e horário certos.

Quais as principais formas de segmentação de clientes

Conheça as 4 maneiras mais comuns de segmentação de clientes voltadas para campanhas de marketing digital e comece a pensar nas oportunidades de personalização!

1. Segmentação demográfica

A segmentação de clientes a partir de dados demográficos é o tipo mais comum. É fundamental levantar os seguintes dados dos usuários:

  • idade;
  • sexo;
  • gênero;
  • profissão;
  • formação;
  • estado civil;
  • renda média.

Como se tratam basicamente de informações sobre identificação, elas são bem fáceis de serem resgatadas. Isso geralmente é feito através de formulários de contato estrategicamente pensados de acordo com a jornada do cliente. O ideal é que eles forneçam uma oferta irresistível em troca dos seus dados e não tenham campos demais.

Segmentação de clientes: por que personalizar suas campanhas

Aproveite para conhecer nosso serviço gratuito de indicação de agências!

2. Segmentação geográfica

Como o próprio nome sugere, a segmentação geográfica envolve o agrupamento de clientes por país, estado, região, clima ou até mesmo tamanho do mercado. Uma boa maneira de personalizar as mensagens é levar em conta a cultura local ou o clima.

Porsche, por exemplo, oferece diferentes tipos de automóveis de acordo com a região geográfica que atendem. Nas regiões mais quentes dos Estados Unidos, as concessionárias possuem uma porcentagem maior de conversíveis.

3. Segmentação comportamental

Talvez esse seja o tipo de segmentação de clientes que mais permite personalização e é muito usado em campanhas de remarketing e retargeting.

A segmentação comportamental divide a base a partir da maneira como o consumidor interage com a sua marca. As suas variáveis mais comuns são:

  • ocasião: baseada em compras em datas específicas;
  • uso: baseada na frequência de compras do usuário;
  • influência: baseada nas motivações para decisões de compra.

A Amazon é craque em segmentar seus clientes com base em suas compras recentes e produtos visualizados recentemente.

4. Segmentação da jornada do cliente

Além de entender as preferências e os interesses do consumidor, você também precisa saber em qual estágio do processo de compra ele está. Trata-se de uma poderosa abordagem para direcionar recomendações úteis e relevantes.

Se você tem uma ferramenta SaaS, segmente os visitantes que foram até a página de planos, mas não converteram. Pode ser que eles estejam na etapa de decisão de compra. Caso você tenha um e-commerce, reative clientes que não compram há algum tempo.

Uma segmentação de clientes realmente eficaz pode ajudar seu negócio a permanecer presente e relevante para a sua audiência. Quando recebe um tratamento genuíno e se sente especial, o consumidor 4.0 é capaz de se tornar um defensor da sua marca.Trabalhar com dados tornou-se uma atividade delicada depois das últimas atualizações do Direito Digital. Se você captura informações dos seus usuários, conheça o impacto da nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) no marketing digital!

Assine nossa newsletter semanal

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google

Otimização de conteúdo: 8 hacks para subir de posição no Google

Marketing

Como definir metas de vendas para a sua equipe comercial? Como definir metas de vendas para a sua equipe comercial?

Como definir metas de vendas para a sua equipe comercial?

Vendas

Planejamento estratégico: como as empresas modernas estão fazendo Planejamento estratégico: como as empresas modernas estão fazendo

Planejamento estratégico: como as empresas modernas estão fazendo

Gestão

Série Empreendedores Digitais: agência aceleradora de negócios Katsuki Série Empreendedores Digitais: agência aceleradora de negócios Katsuki

SÉRIE EMPREENDEDORES DIGITAIS: Katsuki Aceleradora de Negócios

Prestadores de serviços digitais

Anúncio
Conectar
Assine nossa newsletter semanal