Conecte-se com a gente

Experiência do Cliente

Seu negócio tem investido no User Experience (UX)?

Seu negócio tem investido no User Experience (UX)?

Neste conteúdo você verá o que é o User Experience, quais são as vantagens de utilizá-lo, como aplicá-lo, e como ele impacta nos resultados do negócio.

Você também verá os 6 elementos básicos do User Experience, e como trabalhá-lo dentro de um site. Além de exemplos e as últimas tendências para você se inspirar!

Continue a leitura, confira este conteúdo, e como encontrar as melhores agências que oferecem o User Experience para o seu negócio!

O que é o User Experience?

User Experience, ou somente UX, é um termo em inglês que traduzido para a nossa língua significa Experiência do Usuário. Foi criado por Donald Norman, entre 1993 a 1997, quando ele ainda trabalhava na Apple, atualmente é Ph.D, co-fundador e diretor da Nielsen Norman Group. Ele próprio explica de maneira simples o conceito de User Experience – Experiência do Usuário ao utilizar um produto ou serviço. Confira no vídeo:

Quais são as vantagens do User Experience?

Uma boa experiência do usuário contribui para persuadi-lo a comprar seu produto ou serviço, além de propagar essa boa experiência para outras pessoas e potenciais clientes.

O User Experience também faz parte das estratégias de diferenciação da concorrência, porque, por vezes, seu nicho de mercado, produto ou serviço pode ser similar ao de outros negócios, mas a experiência que você proporciona é única.

Essa experiência, como o Donald Norman explicou no vídeo acima, vai muito além de experiências em sites, aplicativos e em outros canais digitais, o UX é tudo que envolve o consumidor, muito antes do primeiro contato.

Porém, quando se trata de sites, hotsites, landing pages, blogs, portais e outras páginas, a utilização adequada do User Experience contribui para a melhora do ranqueamento nos mecanismos de busca (Google, por exemplo).

Assim como um bom UX também irá melhorar o tráfego de quaisquer páginas citadas acima, pois um dos seus principais objetivos é atrair e persuadir os usuários com uma boa experiência, consequentemente aumentando a satisfação.

Com a melhora no ranqueamento, o aumento do tráfego e da satisfação dos usuários, naturalmente as taxas de conversão seguem o mesmo crescimento, e assim um maior potencial de fidelização.

Segundo a Forbes, um bom UX tem o potencial de aumentar as taxas de conversão em até 400%, ficando claro como o User Experience impacta nos resultados do negócio.

Como aplicar o User Experience?

A aplicação do User Experience visa simplificar e encantar o cliente em toda sua jornada de compra, em estratégias de Inbound, Outbound, ou ambas, o que chamamos de Unbound Marketing, mais do que isso, melhorar a experiência do usuário no meio online e offline.

O princípio da aplicação é simples, basta você se perguntar:Como posso melhorar esse momento para o usuário? Em algumas ocasiões essa pergunta pode ser feita diretamente ao cliente ou prospect, em formato de pesquisa de satisfação, seja pela internet, por telefone, ou presencialmente, pesquisas quantitativas e qualitativas ajudam nesse processo.

Lembre-se que o User Experience engloba o todo, desde a atração até o pós-venda, envolve também a concepção do seu produto ou serviço, e a maneira que ele é entregue e utilizado, além de incluir seu branding, seu design, e tudo que abrange o seu negócio!

6 elementos básicos do User Experience

Agora, iremos citar os 6 elementos básicos que não podem faltar para colocar o User Experience em prática, principalmente dentro do seu site. São eles:

  1. Design
  2. Usabilidade
  3. Velocidade
  4. Adaptação
  5. SEO
  6. Conteúdo
Design

Esse elemento envolve o uso adequado de textos, imagens, botões, tipografia, psicologia das cores, entre outros… Além de uma harmonização de tudo isso. É preciso ter o conhecimento teórico e prático, sobre arte gráfica, semiótica, os demais pré-requisitos do design, e claro, ser expert em User Experience.

Usabilidade

Podemos dizer que a Usabilidade é um dos elementos mais importantes quando falamos de User Experience. Pois, não adianta o design ser impecável, se a velocidade do site não é boa, por exemplo. Também não adianta um layout bonito se a arquitetura das informações não for planejada de forma estratégica, com foco na usabilidade e na conversão. 

Velocidade

Como comentamos acima, a velocidade faz parte da usabilidade, e os elementos básicos do User Experience devem ser trabalhados juntos. De acordo com uma pesquisa do Think With Google, se um site demora até 3 segundos para carregar, a perda de usuários é de 53%.

Conteúdo

Seu negócio tem investido no User Experience (UX)?

Também é um elemento fundamental para um bom User Experience, e para ser realmente bom, deve ser um conteúdo relevante para a sua buyer persona, além de ser atrativo, convidativo, útil, de fácil leitura, e que naturalmente prenda a atenção do usuário. Técnicas como o storytelling e copywriting ajudam nesse processo.

SEO

A sigla de Search Engine Optimization, que traduzida para o português significa Otimização para Mecanismos de Busca (Google, por exemplo), também é um elemento fundamental que deve ser trabalhado juntamente com a produção de conteúdo. Pois, o SEO nada mais é que técnicas de escrita, utilizando palavras-chaves e outras métricas, no intuito de melhorar o ranqueamento das páginas. 

Adaptação

Design, conteúdo, SEO, usabilidade e velocidade devem estar adaptados para todos os formatos, desktop e mobile, por exemplo. De acordo com outra pesquisa do Google, 96% dos consumidores ainda encontram sites que não foram projetados para dispositivos móveis, e quando isso acontece, 48% relataram sentir-se frustrados e irritados.

Para trabalhar o User Experience dentro do seu site, basta aplicar os 6 elementos que citamos acima!

Exemplos de User Experience para você se inspirar

Netflix, Netshoes, e Amazon são ótimos exemplos de User Experience, pois utilizam todos os 6 elementos que comentamos anteriormente: Design, usabilidade, velocidade, conteúdo, SEO, e adaptação de canais. 

O site da Amazon, por exemplo, utiliza opções de cross-selling e up-selling de forma inteligente, filtrando cada clique do usuário e oferecendo produtos de seu interesse.

Segundo Charlie Claxton, responsável pelo departamento de UX – User Experience da Amazon, a experiência do usuário gera um retorno entre 2 e 100 dólares para cada dólar investido, de acordo com a matéria publicada na UOL.

A inteligência artificial que a Netflix utiliza em seu streaming, para indicar filmes e séries, também exemplifica um bom User Experience, porque a partir do momento que o usuário recebe indicações e essas são do seu interesse, naturalmente aumenta sua satisfação e sua propagação de uma boa experiência.

Agora, vamos ao exemplo de User Experience da Netshoes, de acordo com a matéria, Fernando Zanatta, diretor de Produto e Tecnologia do Grupo, comentou o seguinte “Quando começamos a realizar testes de usabilidade, identificamos gargalos que fariam usuários desistirem da compra, assim como descobrimos a dificuldade de encontrar determinados produtos.” 

Após testes A/B em determinadas páginas de produtos, os resultados logo apareceram. “Registramos novas implementações que geraram, de imediato, crescimento de 2% na conversão, o que pode ser considerado um valor alto por serem mudanças isoladas”, revela Zanatta.

Isso mostra a importância de não apenas aplicar os 6 elementos básicos do User Experience, mas realizar testes e mensurar os resultados, visando melhorar a experiência do usuário constantemente.

Tendências de User Experience para 2021

Modo escuro

Uma das tendências de UX é o modo escuro como background. Marcas como Instagram, Apple e Android já oferecem esses temas em seus produtos. Estas são as principais razões para a popularidade da tendência:

  • Visa a modernidade;
  • Permite destacar outros elementos de design;
  • Economiza energia da bateria do dispositivo;
  • Reduz a fadiga ocular em condições de pouca luz.
Elementos 3D

Os elementos 3D fascinam e auxiliam na atração dos usuários. Essa tendência permite que designers UX embelezem sites, no intuito de incentivar os clientes em potencial a ficarem mais tempo dentro da página. Essas imagens atraem os usuários à medida que transcendem as fronteiras entre o espaço virtual e a vida real.

Um dos principais requisitos para uma implementação de gráficos 3D bem-sucedida é o alto desempenho da interface do site. Se sua plataforma não carrega rápido e não está bem otimizada, ela não suportará facilmente um conteúdo tão pesado. Como resultado, seu site pode fornecer aos usuários atrasos, baixo tempo de resposta etc.

Sombras e elementos flutuantes

Essa tendência é sinônimo de intensidade. Sombras suaves e imagens flutuantes podem provocar emoções positivas. Elas mostram a profundidade dos elementos e fazem sua página parecer ligeiramente 3D. A tendência se aplica não apenas a gráficos, mas também a textos, imagens, vídeos, etc.

Além disso, já é recomendável aplicar sombras suaves para mostrar maior profundidade, e unir isso a elementos flutuantes, foge dos designs clássicos, planos e imutáveis, onde as camadas são colocadas estritamente na ordem correta.

Chatbots e assistentes virtuais

Eles mudam a maneira como pesquisamos e encontramos informações, marcas como Apple, Android e Google já implementam a tendência em seu processo de design de UX.

Confira nosso artigo sobre Voice Search, e veja como otimizar seu conteúdo para a busca por voz!

Veja também: os primeiros passos para configurar um chatbot no seu site!

E então?

Esperamos que com a leitura desse conteúdo você tenha compreendido o que é o User Experience, quais são suas principais vantagens, como aplicá-lo, e como ele impacta nos resultados do negócio.

Também esperamos que você tenha gostado dos exemplos e tendências de User Experience, além das dicas de como trabalhá-lo dentro do seu site.

Quer ajuda para colocar o User Experience em prática?

Encontre as melhores agências, de forma rápida e gratuita através do Clint Hub!

Dúvidas? Deixe seu comentário!

Curtiu? Compartilhe conhecimento!

Não esqueça de salvar essa página nos seus favoritos, para voltar sempre que precisar!

A única constante na Clint é a mudança

Cultura

marketing marketing

Como as estratégias de Marketing Digital otimizam o atendimento com o seu público-alvo

Atendimento Online

Anúncio
Conectar